21.7.17

Resenha #0013: Conexão com o Pai - Josh Mcdowell

Você sabe o que Deus espera de você como pai?

O que Deus nos ensina a respeito da paternidade?

Não importa como o seu pai era. Ou como é. Você pode sim começar tudo de novo. 

Pessoal, para ser sincero, eu nem sei por onde começar essa resenha. Aprendi tanto com esse livro que acho até impossível fazer uma resenha ao nível dele. Vou dar o meu melhor, mas só lendo mesmo para entender o que eu estou falando. 

Vamos conferir?  

#Esse foi um dos melhores livros sobre "Família" que li na minha vida.





E aí, galera, tudo bem com vocês? Hoje a resenha vai ser um pouquinho loooooonga. Sim, eu sei. Quase todas as minhas resenhas são longas. Mas essa vai ser especial. E por que justamente essa? Você vai ver.

Bom, eu não sei como vocês leem, mas eu quando estou lendo um livro e me deparo com parágrafos, frases ou até mesmo histórias que chamam muito a minha atenção, eu sublinho o início do texto e depois escrevo o número da página do texto sublinhado no final do livro. Eh, deu para entender? Portanto, esse foi um livro singular, pois eu sublinhei aprox. 30 páginas diferentes. Isso mesmo! Houve trinta páginas diferentes em que algum texto específico chamou a minha atenção e eu não pude evitar marcá-los para releitura mais tarde. Minha intenção é compartilhar alguns desses textos com vocês, mas nem todos pois senão ninguém vai aguentar ler todo o post. Mas vamos dar uma olhadinha em alguns? Separei quatro assuntos.


1) Deus quer que você converse com seu filho. 


Nada é mais importante para um pai do que aprender e dar amor e aceitação incondicional. Se seus filhos não sentem isso da sua parte, nunca se sentirão seguros. Uma criança insegura raramente (ou nunca) está disposta a ser vulnerável. A criança insegura não é transparente. Ele não fala abertamente sobre o que está acontecendo na escola. Não compartilha francamente sobre como o namorado a trata. Quanto mais você transmitir aceitação incondicional a seus filhos, mais propensos eles estarão a falar com você, a se abrirem, a compartilharem ideias, preocupações e lutas com você. Pg: 35/36

Entendi através desse texto que é de extrema importância dialogarmos com nossos filhos constantemente, pois se eles não se sentirem seguros para terem uma conversa aberta conosco, pode ter certeza que ele vai achar alguém com quem conversar. E provavelmente não será uma pessoa cristã.


2) Deus quer que você passe TEMPO com seu filho.


O seu filho precisa de um senso de valor pessoal. Uma pessoa precisa desenvolver a crença e a sensação de que é alguém de valor. O pais podem comunicar o valor pessoal de um filho de muitas maneiras. Uma das mais importantes é gastando tempo com o filho. Tempo transmite importância. De fato, digo com frequência que as crianças soletram a palavra amor de maneira diferente de seus pais, elas soletram “T-E-M-P-O”.
Pg: 38

Crianças são ingênuas, mas não são bobas. Elas sabem e percebem muito bem o que os pais mais valorizam. Dar brinquedos, roupas e bens materiais para seus filhos não vai fazê-los te amar mais. Basta olhar para os filhos de pais ricos ou com abundância financeira. São eles melhores e mais obedientes que qualquer outra pessoa? 

3) Deus quer que você converse sobe sexo com seus filhos.
A habilidade em expressar e falar sobre o aspecto sexual da vida é um elemento vital em seu relacionamento com os filhos. Podemos aprender na Bíblia uma lição sobre discutir pureza e moralidade sexual na família. Em Provérbios 3-7, os filhos são instruídos a ouvir a sabedoria dos seus pais sobre a questões sexuais. Os pais nunca são instruídos a falar com seus filhos sobre sexo. Presume-se que eles falarão com seus filhos. 
Pg: 54

Fale com seus filhos sobre sexo. Eles têm dúvidas e, se não tirarem com você, vão tirar com alguém. Com o google, com o yahoo ou até mesmo com os colegas escola. E não se surpreenda com o que eles vão aprender. Ninguém mandou não conversar com eles antes.

4) Deus quer que você elogie seus filhos


Quando os pais deixam de perceber que, em média, fazem dez comentários negativos a seus filhos para cada comentário positivo, não é difícil compreender por que os filhos quase sempre buscam refúgio em outra parte. 
Pg: 107

"Críticas. Críticas. Críticas. É só isso que meus pais sabem fazer? Os colegas da escola não me criticam, os colegas da faculdade também não. Só meu pai que me coloca para baixo!" Essa é uma das queixas favoritas dos jovens de hoje. Critique menos. Elogie mais. Seja amigo, parceiro e protetor. Seja um pai.

* * * 

Separei agora uma série de perguntas que todos os pais deveriam fazer a seus filhos. Mas se prepare para as respostas!

- Se você pudesse mudar alguma coisa na sua família, o que seria? (essa é perigosa!)
- Se você fosse o pai dessa família, o que faria de diferente? (segura essa!)
- Qual foi a ocasião em que você mais se divertiu comigo? (será que existe alguma?!)
- Quando você chorou muito? 
- Quando você se sentiu mais perto de Deus? 
- Se você tivesse um milhão de dólares, o que faria? 
- Se você pudesse fazer uma pergunta a Deus, qual faria?

Agora, para acabar, o autor deixa de presente algumas atividades que todos os pais deveriam fazer com seus filhos constantemente. Adorei cada uma delas e vou postar aqui somente algumas. Não dá para postar as 60! Vamos ver? Tente escolher as que mais te agradam e experimente com seus filhos.

1) Agende a cada 3 meses um "encontro com o papai" com cada um dos seus filhos;
2) Organize uma maratona de jogos de tabuleiro com seus filhos domingo à tarde;
3) Efetue um reparo doméstico ou em seu carro junto com seu filho;
4) Preparem juntos uma refeição especial para a mamãe; (depois limpem tudo!)
5) Vá acampar com seus filhos por uma noite;
6) Asse um grande lote de biscoito para distribuir com os amigos de seus filhos;
7) Joguem vídeo games juntos;
8) Peça que seus filhos orem por você;
9) Leiam a bíblia juntos;
10) Vá comprar roupas junto com seus filhos (você não vai acreditar as coisas que eles compram!)

A editora Hagnos está de parabéns!

Este é um livro que todos os pais cristãos deveriam ter na cabeceira da cama. Uma leitura obrigatória. 

Acompanhe pelas redes sociais:


Facebook: Curtir Página          










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Resenhas mais antigas:

Livros que estou lendo no momento. (Resenha em breve)

 renata massa