Livros que estou lendo no momento. (Resenha em breve)

4.8.17

Resenha #0016: A Missão de Neemias - Luiz Miguel de Souza Gianeli

O que será que a vida de Neemias tem a ver com você e comigo? 

É possível concordar com os mais céticos de que essa história foi deixada na Bíblia somente para a lermos como um  "guia de liderança para a vida moderna" ou será que existem mensagens mais profundas que ainda clamam aos nossos corações? Afinal, o que Neemias tem a ver com Missões? 

É isso o que vamos ver na resenha de hoje. Então, vamos conferir? ;)


Autor: Luiz Miguel
Páginas: 100
Editora: Clube de Autores
Gênero: Biografia / Missões
Skoob: Clique aqui
Compre: E-book Amazon (R$ 4,30) / Livro Físico 

 Classificação 


Hoje vim apresentar a vocês um livro super legal que me foi concedido através de uma parceria com o missionário e escritor Luiz Miguel. Ele mora e trabalha ativamente como missionário na região da Serra da Canastra em Minas Gerais e decidiu escrever sua primeira obra literária analisando o livro de Neemias usando uma abordagem bastante diferente daquelas já presentes no mercado editorial. Ao passo que muitos escritores analisam o livro de Neemias a partir de uma perspectiva empresarial e totalmente humana, levando em consideração as capacidades de liderança e motivação de Neemias, Luiz Miguel vai na contra-mão dos escritores tradicionais apostando em uma proposta altamente inovadora. Nessa obra o autor deixa claro que sua intenção é fazer uma análise sucinta, moderna e proveitosa do livro de Neemias a partir de uma perspectiva "missionária", mostrando-nos o zelo, a dedicação e a espiritualidade que esse homem tinha para com Deus na tarefa da "Grande Comissão".
O autor dividiu sua obra em três partes:

Parte 1 - O livro de Neemias

Aqui Luiz Miguel discorre brevemente sobre a historicidade do livro de Neemias. Acredito que ele tenha feito isso com o objetivo de enriquecer o leitor com informações geralmente suprimidas nos livros comuns ou até mesmo nas igrejas. Eu confesso que não tinha a menor ideia de que o livro de Neemias fora originalmente chamado de "Segundo Esdras" na Septuaginta, a versão grega do antigo testamento. Também não sabia que há controvérsias sobre a autoria do livro. Há quem diga que não foi o próprio Neemias que o escreveu. Mas aqui nessa obra o autor nos apresenta suas razões sobre o motivo pelo qual ele crê com convicção de que Neemias foi realmente o autor do Livro.

Parte 2 - O Homem Neemias

Já na segunda parte do livro, nos é apresentado o principal protagonista da história. O próprio Neemias em si. Grandes historiadores inferem que Neemias não existiu de verdade. Que ele não passa de um personagem alegórico da tradição e do folclore judaico. Aqui fica bem claro e explicado nos mínimos detalhes quem foi esse magnífico reformador judaico e o que ele precisou fazer para cumprir o propósito de Deus para com sua nação. Neemias era um homem de verdade. Um copeiro de verdade. Um governador de verdade. Um homem de verdade como eu e você. Essa parte do livro também é breve, pois serve somente como introdução para a terceira e última parte da obra. E mais importante também.

Parte 3 - O caráter e as virtudes de Neemias diante da Missão

Neemias era um homem de caráter. Possuía virtudes invejáveis nos dias de hoje. Ele era um homem de "amor sacrificial", demonstrando interesse pelos que sofrem, apego às promessas de Deus e muita disposição em tomar uma atitude diante dos problemas. Fiquei surpreso com a visão do autor quanto a uma das atitudes mais lindas de Neemias, deixo aqui que o irmão Luiz Miguel fale por si:

O que motivou Neemias a agir não foi seu próprio coração ou mera motivação emocional, mas a Palavra de Deus. Ele sabia que o Senhor havia profetizado em sua Palavra o retorno do cativeiro, bem como a restauração da nação. Sabia que Deus continuava sendo o Senhor de Israel e este, o seu povo escolhido, separado, resgatado e formado por seu grande poder.
Firmado nestas promessas, Neemias tinha certeza do sucesso de sua missão. Era o plano de Deus, era sua vontade soberana, Ele deveria apenas obedecer e participar disso tudo como um instrumento. 
Página: 30

Nada mais lindo, não acham? Neemias não precisou de um "chamado de Deus". De uma visão, sonho ou algo sobrenatural para se colocar diante do problema e agir. Ele se apoiou nas promessas de Deus. É comum vermos pessoas que não fazem nada na igreja ou não dão frutos quaisquer em suas vidas alegando que Deus não deu a elas nenhum dom ou que Deus ainda não mostrou a elas o que fazer. Que a atitude do servo Neemias sirva de exemplo para as nossas vidas. Nem sempre receberemos um chamado de Deus, um sonho, ou uma visão como acontecia com frequência na Bíblia. Às vezes você precisa simplesmente AGIR.

Continuando com as minhas principais percepções desta obra, confesso que ao lê-la vi-me na obrigação de destacar uma série de parágrafos e frases que abalaram minha mente. O autor deixa claro que o trabalho missionário tem muitas dificuldades, tais como: conseguir vistos de entrada no país, custos de hospedagem etc. Entretanto, A SUA ORAÇÃO NÃO PRECISA DE PASSAPORTE para entrar nos países. Você tem o poder de entrar em reinos, países, nações e povos por intermédio da oração e fazer a diferença no mundo. Tudo o que você precisa é se ajoelhar e pedir a Deus que ajude os que estão nessa batalha. Costumo dizer que há várias maneiras de fazer missões: Com os pés (indo), com as mãos (contribuindo) ou com os joelhos (orando). Qual parte do corpo você tem utilizado?

Outro ponto que achei super interessante no livro é quando o autor discorre sobre o evangelismo alheio. Evangelismo é nada mais nada menos que semear a Palavra de Deus em solos onde ela nunca foi semeada. Já perceberam quantas pessoas estão semeando em solos já prontos? Em solos de outras igrejas? Luiz Miguel chamada isso de "pescar no aquário dos outros". Eu vou te falar uma coisa, tá aí uma frase que eu tive que anotar em um bloquinho de notas. Achei muito lindo e poético. O engraçado é que isso não é novo. Se você for parar para analisar, o próprio apóstolo Paulo, em sua carta aos crentes de Roma, já havia mencionado esse problema:

Esforçando-me deste modo, por pregar o evangelho, não onde Cristo já fora anunciado, para não edificar sobre o fundamento alheio. Romanos 15.20 

Traduzindo: Busco pregar o evangelho onde ninguém nunca pregou, a fim de não roubar cristãos de outras igrejas nem de gerar contendas ou disputas entre igrejas diferentes.

Aplausos para Paulo, por favor?! 

Só para finalizar e não deixar essa resenha grande demais, faço questão de destacar um último parágrafo do autor que acredito que ficará para sempre guardado na minha memória.Ele fala de maneira muito amistosa sobre o verdadeiro arrependimento e a práticas de alguns pecados aparentemente sem importância, mas que deixam sequelas enormes na vida do cristão:

O Arrependimento inclui os pecados grandes e sérios, bem como os “pecadinhos de estimação", coisas aparentemente pequenas que afetam nossa comunhão com Deus e nosso testemunho diante dos incrédulos, bem como tudo aquilo que pode se tornar um peso ou uma porta aberta ao pecado e a queda. Por isso precisamos ser humildes para ouvir quando alguém nos avisar, seja o Espírito Santo, o cônjuge, um amigo ou até mesmo um incrédulo.
Página: 79

Será que eu e você temos algum "pecadinho de estimação" que vem nos acompanhando há anos pela coleira e que já não consegue mais se desprender de nós? Achamos que muitas vezes são os pecados grandes que nos roubam a salvação. Mas os pequeninos são os piores, pois muitos acham que não são pecado e nem mesmo se arrependem de cometê-los. Parabéns ao autor pela excelente comparação!

Termino essa resenha deixando uma frase do renomado pedagogo norte-americano Amos Ascott:

"Um ótimo livro é aquele que se abre com interesse e se fecha com proveito." 

Se Alcott realmente tiver razão, então sem sombra de dúvida esse foi um ótimo livro.

Gostaram da resenha? Então comentem, curtam, compartilhem, se inscrevam no blog e curtam minha página no facebook. Graça e Paz, amados.


Compre aqui:

3 comentários:

  1. Muito boa a resenha, parece ser um ótimo livro. 👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pela preciosa e detalhada resenha irmão Bruno. E parabéns pelo blog. Continue assim, escrevendo com amor e dedicação, sempre para a honra e glória do nosso grandioso Deus. Forte abraço!

    ResponderExcluir

 renata massa